Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

terça-feira, 7 de julho de 2015

MARIA MARTHA

Nascida em São Paulo e criada em Campos do Jordão, filha de mãe pianista e compositora (conhecida no meio artístico como tia Mariinha), tinha também uma irmã atriz e poetisa chamada Bebel, sua parceira em algumas composições. Desde criança demonstrava os dons que a levaram a ser reconhecida por importantes nomes da nossa música como a grande cantora que é. Com 17 anos mudou-se com a família para Santo André em SP e logo estava representando a cidade em programas de televisão. Certa feita o compositor Geraldo Filme ao assistir uma apresentação sua se encantou com a sua forma de cantar e a levou até o produtor Walter Silva, o Pica-Pau.

Cantora de voz grave e dona de um dos mais belos timbres de nossa música, Maria Martha teve quatro músicas colocadas como temas de novelas de várias emissoras, sendo uma de sua autoria. Entre essas músicas destacamos "Flor Amorosa" e "Seresta", a primeira por ter sido sucesso nacional e a segunda por ter levado o nome de Maria Martha a virar placa na cidade de Conservatória, hoje nacionalmente conhecida como a Cidade da Seresta.

Seu primeiro disco teve arranjos do maestro Luiz Arruda Paes, e o segundo de César Camargo Mariano (que tocou em todas as faixas). Também gravou o álbum "Cantares Brasileiros" ao lado de Artur Moreira Lima, Rafael Rabelo, maestro Léo Peracchi e Orquestra.

Gravou Chico Buarque, Tom Jobim, Renato Teixeira, Edu Lobo, Ivan Lins, João Gilberto, Elton Medeiros, além de composições próprias vencedoras de vários festivais.

Fez diversas temporadas no Japão e ao voltar ao Brasil foi convidada por Ivan Lins para gravar a faixa "Barco Fantasma" no CD da novela "As Pupilas do Senhor Reitor".

Participou do Projeto Pixinguinha ao lado de Emílio Santiago, Altamiro Carrilho e Raul de Barros, com shows pelas capitais do Norte e Nordeste.

Se apresentou no Teatro Nacional de Brasília ao lado de Paulo Vanzolini e Adauto Santos. Também se apresentou em diversos shows de Eduardo Gudin, ao lado de Paulinho da Viola, Zélia Duncan, Hermeto Pascoal, Leila Pinheiro, Guinga e Chico César.

A convite de Paulo Vanzolini, gravou quatro faixas no álbum de quatro CDs que traz a obra completa do compositor, ao lado de Chico Buarque de Holanda, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Miúcha, Carlinhos Vergueiro, Inezita Barroso, Paulinho Nogueira, Eduardo Gudin, Marcia e Cristina Buarque.

Acaba de ser incluída no álbum duplo Lupicínio Rodrigues - 90 anos, ao lado de Paulinho da Viola, Arnaldo Antunes, Fagner, Fafá de Belém, Fábio Jr., Caubi Peixoto, Joana e outros. Interpretando a música "Esses Moços (Pobres Moços)".

Atualmente mora em Paraty e se apresenta na cidade. Sua mais recente apresentação foi em praça pública, com grande repercussão. Também fez o show de comemoração do aniversário da Rádio Nova Onda de Paraty.

Em janeiro de 2003 lançou seu CD "Simplesmente Maria Martha" no qual demonstra (com exceção óbvia de Chico Buarque) que existem grandes compositores completamente desconhecidos do público, criando lindas obras que merecem ser ouvidas. O CD se compõe de 14 músicas, tendo 13 arranjos do maestro Mario Campanha e um de Edmílson Capelupi. Traz as participações especiais das "Irmãs Galvão" e de Lula Barbosa (também compositor de três músicas). Podemos ouvir, também, uma obra raríssima com música de autor desconhecido e letra original do poeta Castro Alves (séc. XIX), músicas da própria Maria Martha, como a "Seresta", citada acima, "Cheiro de Terra Molhada" (lembranças da infância em Campos do Jordão, em homenagem à irmã Bebel), "Canta Bem-Te-Vi" que define o que pensa um cantor amante de sua arte. A música "Lola" de Chico Buarque sempre foi um sonho de gravação para a cantora. Maria Martha divulgou durante anos a beleza do Chico e só agora conseguiu registrar num CD sua interpretação belíssima, cheia de emoção.



Um comentário:

  1. e ela foi minha professora de educação artistica no ginásio, nos anos 70

    ResponderExcluir

Topo da Página ↑