Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

Nossa rádio


Periodicamente, atualizamos a nossa playlist postando músicas cantadas e executadas por artistas de um dos estados do Brasil. Trata-se da nossa RÁDIO BRASIL DE DENTRO: Tirando o Brasil da gaveta. Dê uma conferida e conheça nosso país do Oiapoque ao Chuí. 

Para continuar ouvindo a rádio, se for clicar sobre alguma guia ou link no blogrol, faça-o com o botão direito do mouse, optando por abrir em nova aba. Assim ouvirá toda a programação sem interrupção. Para baixar os álbuns não é necessário o mesmo procedimento, já que a página de download já abre em nova aba.

Um abraço,
Sérgio Santos.

2 comentários:

  1. Apesar da clássica expressão ser "Do Oiapoque ao Chuí", estes não são mais reconhecidos como os pontos extremos do Brasil. O certo seria "Do Monte Roraima ao Chuí"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela informação. Deixarei registrado o seu comentário, mas acho que vou deixar como está. A expressão já se cristalizou na língua e muitas vezes esta transcende a realidade. Ademais, "do Oiapoque ao Chuí" soa muito melhor! Mas agradeço por me ensinar sobre os pontos extremos do Brasil. Um abraço.

      Excluir

Topo da Página ↑