Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

domingo, 24 de maio de 2015

CARLOS PITA

Como tudo começou

Carlos Pita estreou profissionalmente em disco no ano de 1979, com o premiado “Águas do São Francisco - Lendas” Selo Chantecler - Continental”, disco totalmente feito dentro da linguagem do Cordel de herança Medieval. Em1982, lançou “Coração de Índio”, pela gravadora Continental.

Neste trabalho, iniciando uma parceira com o poeta tropicalista José Carlos Capinan. Disco no qual foram gravadas músicas de Gilberto Gil, Edu Lobo dentre outros. Em 1984, através do Selo Independente Studio de Invenções, Carlos Pitta lançou o disco“Brisa” tendo a participação de músicos renomados, a exemplo de AntonioAdolfo, João Donato, Maurício Einhorn, Robertinho Silva, Paulo Rafael, Oberdan Magalhães, Severo e etc..

Em 1986, em parceira com a poetisa Myriam Fraga e o Artista Plástico Calazans Neto, Carlos Pitta lançou o disco “A Lenda do Pássaro que Roubou o Fogo”, com arranjos do maestro Lindenberg Cardoso e apresentação do escritor Jorge Amado.

Com o lançamento do disco “Feliz”, Gravadora RCA Victor em 1988, veio o primeiro sucesso popular nacional com a música Cometa Mambembe (Carlos Pitta / Edmundo Carôso)(“Tenha fé no Azul que tá no Frevo, que Azul é a cor da Alegria...”). Neste disco, participações de músicos como Dominguinhos e Carlinhos Brown.

Reunindo uma Seleção de Sucessos Populares de sua autoria. Lançou “Tapete Mágico” pelo selo Stalo - Poligram em 1990. Em 1992, com a regravação da música “Adeus Mariana” do sanfoneiro gaúcho Pedro Raimundo, no disco “Sete Luas” mais um Sucesso. O disco foi lançado pela Stalo - Poligram. “Dias de Luz”, Gravadora Polidisc - Soni Music (1994) é o oitavo disco de Carlos Pitta e o primeiro lançamento em cd.

Em 1996, através da Continental / Warner Music do Brasil, lançou o cd “Dançando Forró”, com músicas próprias e clássicos de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro.

Além do seu trabalho como intérprete, Carlos Pitta, tem músicas gravadas por nomes da MPB, como: Elba Ramalho, Daniela Mercury, Alcione, Margarete Menezes, A Cor do Som, Ana Buarque de Holanda, Trio Nordestino, Marinês e Sua Gente, Armandinho, Dodô e Osmar, dentre outros.

Formação

Tendo cursado “Composição e Regência na Universidade Federal da Bahia(1975), além de ter trabalhado com compositores da música erudita contemporânia a exemplo, Ernest Widmer.

Carlos Pitta desenvolveu trabalhos de parceiria nesta área com Lindenbergue Cardoso e produziu o disco “Interregno”, do músico vanguardista Walter Smetak.

No cinema, produziu trilhas para os filmes Boi Arauá, longa metragem em desenho animado de Chico Liberato, Ciganos do Nordeste, média metragem de Olney São Paulo.

“ A lenda da noite perdida”, curta metragem de Cícero Batomarco, Sertão de Cocorobó, de Aguinaldo Siri Azevedo, dentre outros.Participou devários projetos musicais brasileiros. A exemplo, o Pixinguinha.

E dentro do ‘Projeto de levar o Forró para o Mundo”, participou de grandes festivais mundiais de jazz a exemplo de Montreaux, na Suiça e Tubingem , na Alemanha.

Em 2000, atuou ao lado do cantor / compositor Belchior no Circuito Interior de Música Popular Brasileira pelos Centros Culturais do Interior da Bahia.Lançou o CD “Manguepérola”, um trabalho dentro da trilogia; xote, maracatu e baião.

É de Carlos Pitta a produção dos seguintes discos:

1- Walter Smetak (Interregno)
2- Elomar (Na Quadrada das Águas Perdidas, Fantasia Leiga, Auto da Catingueira)
3- A Música de Almiro Adeodato de Oliveira (Choro, Dobrados e outros retratos)
4- A Música do Afoxé Filhos de Gandhi
5- A Música do Sexteto do Beco .

Trajetória

Com 30 anos de carreira e uma trajetória totalmente voltada para a música popular brasileira. Sempre impondo como marca do seu trabalho, a qualidade, Carlos Pitta, cantor e compositor, nascido em Feira de Santana (Ba), vai cada vez mais avançando no propósito de levar a MPB/dançantepara o mundo, em especial com o forró.

Dentro desse projeto, o artista já se apresentou em grandes centros musicais do planeta, a exemplo de New York, New Jersey (EUA), Suíça,Alemanha, Itália, Bélgica (Europa).

Na Suíça, Carlos Pitta e Banda já se apresentaram quatro vezes, naquele que é considerado o maior encontro musical do mundo, o Montreux Jazz Festival. Tendo inclusive, uma música de sua autoria “ Forró no Mangue Beat” no CD “Montreux Jazz Off”.

Com quinze discos lançados, os mais recentes foram “ Mangue Pérola” e “O Melhor do Forró - Não é Fraco Não - vol 1” e o CD “Fotos, Baladas e Recordações”, lançado em junho de 2009, através da gravadora Atração/São Paulo, para todo o Brasil.

Através de suas composições, Carlos Pitta vai ampliando seu trabalho, com músicas gravadas por Elba Ramalho, Alcione, Marinês e Sua Gente, Alcimar Monteiro, Margareth Menezes, Trio Nordestino, Araketu, Armandinho, Dodô e Osmar, Cheiro de Amor, Diana Pequeno, Bendegó, Paulinho Boca de Cantor, Banda de Boca, entre outros intérpretes.

Curiosidades

Como cantor, Pitta já participou de projetos importantes com o Pixinguinha,Sala Funarte e outros e já dividiu palco com artistas como: Caetano Veloso, Dominguinhos, Geraldo Azevedo, Belchior, Nando Cordel, Sá, Rodrix e Guarabira, Dércio Marques, Gereba, Raimundo Fagner, entre outros.

Em 1999, inspirado numa banda de sopro e percussão, que nos anos 70, percorria as manhãs de domingo no mês de Janeiro em Feira de Santana, anunciando a festa de Nossa Senhora Santana, Pitta criou o Bando Anunciador.

No repertório de shows além de composições próprias, como: Cometa Mambembe (C. Pitta/ Edmundo Carôso), Coração Saltibanco (Carlos Pitta), Amor e Laser, Te Amo Princesa, Forró Brasileiro, Pitta canta músicas de Petrucio Amorim, Belchior, Fagner, Maciel Mello, Raul Seixas, Nando Cordel, Renato Russo, Gilberto Gil, Dominguinhos, Acioli Neto, entre outros .

carlospitta.musica@gmail.com



2 comentários:

  1. O achei por acaso no youtube, me fascinei na hora, pelo primeiro álbum,Águas do São Francisco... Gratidão por nos apresentar

    ResponderExcluir
  2. Carlos Pitta! Precisamos falar contigo! Assunto: Lançamento do LP FAZENDA em CD com o Maestro e Músico Vidal França! "Música - MOÇA SINHÁ"! Contato; nicanorjacintos@yahoo.com.br e tel. 11-99949-9652 WhatSap 11-99949-9652 (vivo) e 11-3081-3826 (Vidal França )! Grande abraço!

    ResponderExcluir

Topo da Página ↑