Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

domingo, 21 de abril de 2013

DUDU FALCÃO

Carlos Eduardo Carneiro de Albuquerque Falcão, o Dudu Falcão, é um cantor e compositor brasileiro. Nasceu no dia 14 de junho de 1961, em Recife, PE.

O primeiro registro como compositor foi em 1988, quando Nana Caymmi lançou “Deixa eu cantar” e “Era tudo verdade”, ambas de sua exclusiva autoria, no LP “Nana”.

Com mais de 200 canções gravadas por diversos artistas, muitas das quais incluídas em trilhas sonoras de novelas e minisséries da Rede Globo, em 2009, lançou o CD “Dudu Falcão”, primeiro registro fonográfico como intérprete de sua obra. No repertório, “Paciência”, “Crença” e “O silêncio das estrelas”, todas com Lenine, “Questão de hora” e “O bem e o mal”, ambas com Danilo Caymmi, “Canções de Rei” (c/ Max Viana), “Melhor lugar” (c/ Jorge Vercillo), “Quando eu falo de você”, “Diz”, “Coisas que eu sei”, “Samba pequeno”, “A musa que me quer assim”, “Sobre nós dois” e “Você não poderia surgir agora”. Produzido por Max Viana, o disco contou com a participação de Jorge Vercillo (voz em “Melhor lugar”) e da cantora italiana Chiara Civello (em "Diz”), e ainda de Mú Carvalho (piano em “Sobre nós dois”), Daniel Jobim (piano em “Samba pequeno”), Alessandro Kramer (acordeom em “Quando eu falo de você” e “Melhor lugar”), Lenine (violão em “O silêncio das estrelas”), Josué Lopes (saxofone em “O silêncio das estrelas”), Max Viana (arranjo em “Canções de Rei”) e Roger Henri (arranjo em “A musa que me quer assim”, flautas e cordas em “Canções de Rei”).

Constam da relação de intérpretes de suas canções Maria Bethânia (“Nem a lua, nem o sol, nem eu”), Ana Carolina (“Quem de nós dois”, entre outras), Ivete Sangalo (a versão “Somente eu e você”), Milton Nascimento (“Paciência”), Gal Costa (“Caminhos do mar”), Maria Rita (“Feliz”), Jorge Vercillo (“Ciclo” e “Melhor lugar”, entre outras), Elba Ramalho (“Entre o céu e o mar”, entre outras), Simone (“Paciência”), Danni Carlos (“Coisas que eu sei”, indicada ao Grammy Latino em 2008), Luisa Possi (seis músicas no CD “Bons ventos sempre chegam”), Emílio Santiago (“O bem e o mal”), entre vários outros.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo da Página ↑