Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

MARIA DAPAZ

Desde pequena tinha facilidade para decorar as letras e melodias que ouvia na programação da Rádio Pajeú. Aos nove anos, cantou pela primeira vez no concurso "A mais bela voz do Nordeste", ganhando o segundo lugar. Iniciou a carreira cantando e compondo músicas no estilo nordestino. No início dos anos 70 formou com alguns colegas o grupo "Os Unidos". Em 1978 mudou-se para São Paulo. Em 1981 lançou seu primeiro disco, "Pássaro Carente", com "Súplica Cearense" de Gordurinha. Esse disco foi muito elogiado pela imprensa, e valeu à cantora o troféu "Disco Visão" como revelação da MPB.


Em 1983 gravou o segundo disco, "Maria da Paz". Em 1985 foi para a Suíça onde viveu durante cinco anos. Nesse país apresentou um programa de MPB na Rádio Chablais em Monthey. Gravou nesse país dois discos e apresentou um programa de música latina em uma rádio local. Em 1986 gravou a fita K7 "Música do Nordeste Brasileiro", comercializada pela HEKS para arrecadar fundos destinados à cooperativas agrícolas do estado de Pernambuco. Essa fita K7 acabou divulgando o trabalho da cantora na Europa. Em 1987 gravou o CD "Clareia" pela Seeds Records, com composições próprias, cujo tema era o Nordeste e suas tradições. Em 1989 lançou o CD "Minha Terra". Retornou ao Brasil em 1990, passando a compor para artistas sertanejos, como Nalva Aguiar, Roberta Miranda, Chitãozinho & Xororó e João Paulo & Daniel. Em 1993 lançou, pela gravadora Warner/Continental, o CD "Maria da Paz". Em 1995 gravou o disco "Êxtase", com regravações de clássicos da MPB. Em 1996 teve a música "Farsa" gravada por Wanderley Cardoso. Em 1997 gravou "Da pá virada", com composições inéditas e uma só regravação, "Vendedor de Caranguejo" de Gordurinha. Em 1992, Chitãozinho e Xororó gravaram a composição "Brincar de ser feliz" (Maria da Paz - Nino), que virou tema da novela "Pedra sobre pedra", da Rede Globo, e foi um grande sucesso. Em 1994, lançou um disco em que gravou, além de composições de sua autoria, as consagradas "Teu sonho não acabou", de Taiguara, e "Gosto de maçã", de Wando. Em 1999 lançou o CD "Meu lugar", no qual interpretou composições de sua autoria como "Coração beija-flor" e "Meu lugar", em parceria com Fátima Romero e "De volta para você", parceria com Jota Moreno, além de sucessos de Luiz Gonzaga como "Nem se despediu de mim", parceria com João Silva e "Sabiá", parceria com Zédantas. Em 2001 lançou o disco "Remanso". Em 2004 foi lançado "Vida de Viajante", somente com músicas do repertório de Luiz Gonzaga. A partir desse disco passa a assinar o nome artístico como "Maria Dapaz", não mais "Maria da Paz". Nesse mesmo ano lançou o CD ao vivo "2 Banquinhos e 1 Violão", outro disco de clássicos da MPB. Em 2006 lançou o Cd "Da Cor Morena". Em 2008 lançou o CD "Ó Abre Alas", com marchinhas carnavalescas e frevos famosos. Em 2013 lançou o Cd autoral "Outro Baião". Maria Dapaz jamais se tornou uma cantora nacionalmente conhecida, mas é dona de carreira sedimentada desde o início dos anos 80, lançando discos regularmente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo da Página ↑