Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

PÁDUA

Cantor e Compositor, Antonio de Pádua da Silva, “PÁDUA” Goiano, Goianiense. Vencedor de inúmeros festivais e um dos precursores de apresentações ao vivo em casas noturnas. Pádua usa da fusão de sonoridades para forjar a matéria prima de sua música, nunca se prende apenas por uma temática musical e poética, buscando assim a linguagem simples de sua terra e de seu País.

O primeiro registro de disco foi em 1980, e em 1985 gravou seu primeiro trabalho solo, um Compacto Simples com a música Pele, que foi vencedora de um dos mais tradicionais festivais da região: “Comunica-som”.  Em 1988, grava no LP “Vôo de Cantor”, a música de sua autoria “Louca Magia”, que se tornou um dos seus maiores sucessos.

Participou da abertura da ECO 92 no Rio de Janeiro, onde foi considerado uma das melhores atrações  do evento.


Terceiro disco, segundo LP “MESTIÇO”, foi em 1993. Em 1994 /95, o cantor mostrou aos baianos o que a música goiana tem.  Com várias apresentações pela capital baiana, ao lado de Carlinhos Brown, Margareth Menezes, Xangai, Gilberto Gil, entre outros. Na mesma época, ao retornar a Goiás, junto com o Mestre Elomar, fez um grande espetáculo no Teatro Goiânia chamado “Cantoria Consertante”.

Pádua gravou em 1999 o CD “Grãos de Alegria”. No ano 2000, participou do CD “Noites Goianas”, lançado pela Gravadora Anhanguera. No ano seguinte, lançou o CD solo “Dança do Bicho”, surgindo mais sucessos “Mulher Cigana” e “Vambora Andar”. Em 2002, os artistas Fernando Perillo, Maria Eugênia, João Caetano e Pádua, realizaram o “Projeto Canto da Gente”, surgindo daí o CD “Canto da Gente”. Com este projeto, foi realizado mais de 40 (quarenta) shows no interior do Estado e na capital. Foram os únicos brasileiros convidados a participar do Wien Jazz Fest, em Viena, na Áustria, alcançando excelente repercussão no meio artístico musical e cultural Europeu, deixando na capital mundial da música o registro da música goiana.

No final de 2002, lançou o CD “Refazendo”. Em Agosto de 2005, Pádua, e Banda, foram convidados pela Prefeitura de Saint Gilles, na França, a se apresentarem na “Feria de La Pêche et de I´Abricot”. Fizeram várias apresentações, com ótimos resultados.

Pádua foi convidado para participar da propaganda da operadora de telefonia móvel “TIM”, representando a região Centro Oeste. Gravou o programa “Som Brasil”, na Rede Globo, com Rolando Boldrin e com Lima Duarte gravou o programa “Senhor Brasil”, exibido na TV Cultura.

Lançou em 2006 o CD “Sortido” e em 2010, Pádua gravou o seu primeiro DVD, “Música aos Vivos”, no dia 22 de outubro, no Centro Cultural da Universidade Federal Goiás, sendo lançado também o CD com mesmo título.

Pádua fez uma turnê nas principais cidades do Estado de Goiás para divulgação do seu  mais recente  CD/DVD “Musica aos vivos”. Atualmente está trabalhando e divulgando esse seu trabalho muito elogiado pela crítica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo da Página ↑