Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

sábado, 16 de agosto de 2014

KLÉBER ALBUQUERQUE


Nascido em uma família operária de Santo André, Kleber Albuquerque foi embalado por rádios populares, canções sertanejas, rocks progressivos, trilhas de novelas e hinos evangélicos. Aos onze anos ganhou de seu pai um violão e, de forma autodidata, aprendeu os primeiros acordes.

Formou bandas de rock na adolescência e foi assim que começou a compor, tomando gosto por misturar melodias aos versos que criava, versos esses muito influenciados pelas leituras de Fernando Pessoa, Jorge Luis Borges e Gabriel Garcia Marques e pelas audições do Legião Urbana, Raul Seixas e Queen. Com uma dessas bandas, chamada “O Palhaço”, entrou em estúdio pela primeira vez, gravando algumas faixas em um LP, lançado pelo extinto selo Camerati.

Em seguida, com um punhado de canções no caderno, começou a participar de festivais de música pelo país. Em um deles, sua música foi notada pelo compositor paulista J.C. Costa Netto, dono do selo Dabliú, que o convidou para gravar seu primeiro disco. Este disco primeiro disco chama-se “17.777.700” e foi lançado em 1997. Logo depois vieram outros, igualmente com nomes estranhos: “Para A Inveja Dos Tristes” (2000), "O Centro Está Em Todas As Partes" (2003), "Desvio" (2007) e "Só O Amor Constrói", Isto sem contar os projetos especiais e discos artesanais. Atualmente Kleber Albuquerque lança "10 Coisas Que Eu Podia Dizer No Lugar De Eu Te Amo", sua nova coleção de canções brasileiras.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo da Página ↑