Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

Playlist - Caetano, Gil, Gal, Bethânia, Chico e Milton

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

domingo, 12 de março de 2023

ROSA EMÍLIA DIAS


Rosa Emília Dias, uma artista consagrada na Europa e no Brasil

 A soteropolitana Rosa Emília Machado Dias enraizou-se e cresceu no seio dos Terreiros de Candomblé de Salvador, cultuando os orixás e cultivando percussões, cantos e danças, embalada pelos braços da avó e mãe de santo Dona Emília.

O seu envolvimento com essa cultura, no berço, é a base que alicerça sua arte e fez desabrochar precocemente a artista de voz melodiosa e firme, hoje prenhe de maturidade.

Muito cedo, ainda menina em Salvador, aos 14 anos, registrou pela primeira vez sua voz em jingles para rádio e aos 18, com alma inquieta de artista, pegou estrada e correu trecho pro Rio de Janeiro.

Era o ano de 1983, e foi na prolífica cena cultural do Rio de Janeiro, que seu caminho artístico tomou forma, consolidando-se com a gravação do seu primeiro álbum solo: Ultraleve, de 1988.

Rosa Emília Dias, como assina artísticamente, entrosou-se rápido com os fazedores de cultura no Rio de Janeiro.

Casada com Cacaso (Antonio Carlos de Brito, 1944-1987), poeta da geração mimeógrafo, Rosa Emília Dias fez parte do seleto grupo de artistas do naipe de Maurício Tapajós, Nelson Angelo, Sueli Costa, Danilo Caymmi, Jaques Morelenbaum e Nelson Motta entre outros.

Um ano após a morte do marido, partiu para a Suíça, residindo em Lugano e depois radicou-se na Itália, transitando entre Milão e Veneza. A partir de então, fez ponte na sua carreira em duas frentes paralelas, avançando dos dois lados do oceano.

Por Ivan Matos - 16/02/2023

4 comentários:

Topo da Página ↑