Seja bem-vindo ao BRASIL DE DENTRO. Vamos tirar o Brasil da gaveta!

LEIA!

O BRASIL DE DENTRO é um blog que não visa lucro. Seu objetivo é apenas um: desvendar o Brasil para os brasileiros. Quer ajudar a concretização desse objetivo? Faça o seguinte: divulgue o BRASIL DE DENTRO entre seus amigos. Um grande abraço!

CAMPANHA "VAMOS TIRAR O COMPOSITOR DA GAVETA"

Ajude a preservar a memória do compositor brasileiro. Adote um álbum, e, se tiver acesso aos créditos das canções, informe, nos comentários, o título de cada canção na ordem em que aparece, seguido do nome dos compositores.

COMO BAIXAR OS ARQUIVOS DESEJADOS

Tenha certeza de que você está na página dedicada ao artista procurado, e não apenas vendo uma determinada postagem, como uma nota de atualização ou uma nota biográfica. Procure selecionar o artista clicando sobre seu nome na lista apresentada no final da página.

A página do artista apresenta a seguinte ordem: biografia, vídeos disponibilizados no Youtube e as capas dos álbuns com os respectivos links. Para baixar os álbuns, basta clicar na imagem do canário abaixo da frase "TIRE ESTE ÁLBUM DA GAVETA".

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

MAVIAEL MELO


POETA MAVIAEL MELO LANÇA 1º CD DA SUA CARREIRA EM SALVADOR
15 DE JANEIRO DE 2014
por Genilson Coutinho

O compositor e poeta Maviael Melo lança Entre a Ponte dos Sonhos, seu primeiro registro fonográfico, contendo a seleção do que há de melhor das suas apresentações pelo Brasil nos últimos anos. O pernambucano, adotado por vários músicos e produtores baianos, fez rigorosa escolha dos causos, poesias e canções, inserindo músicas com as quais ganhou alguns festivais nacionais. O show de lançamento acontece dia 20 de janeiro, às 21h, no Teatro Jorge Amado, sob a direção musical de Kiko Souza, direção artística de Andrezão Simões, e tem as especiais participações de Armandinho Macedo, Carla Visi, João Sereno e Maciel Melo.

MAVIAEL MELO – BIOGRAFIA

Natural de Iguaraci, cidade do Pajeú pernambucano,  o poeta passou a infância e a adolescência entre Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), atravessando diariamente a “ponte dos sonhos”, forma pessoal que batizou a ligação deste municípios, para os quais se deslocava a fim de estudar e trabalhar. Há 8 anos vivendo em Salvador, Maviael Melo há mais de 20 divulga o cordel e a poesia nordestina pelo país, com passagens pelos estados da Paraíba, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais, para onde levou suas músicas e versos.


Carinhosamente chamado de “Mavi” pelos amigos e artistas que lhe têm apreço, o matuto letrado é pedagogo por formação. Seus shows mesclam declamações de poesia e cordel com canções que já lhe renderam premiações em diversos festivais de música pelo Brasil, como o de Angra dos Reis (BA, 2006); Juazeiro (BA, 2005); Ibotirama (BA, 2008 e 2009); Visconde do Rio Branco (MG, 2009) e Nova Redenção (BA, 2010).

Seus escritos são contemporâneos e suas composições têm a sensibilidade da cultura nordestina. Sua arte se funde nos textos, voz marcante e melodias refinadas, formando um composto de forte musicalidade. Suas canções refletem o contexto social e religioso do Brasil atual, têm ritmo, cadência e muito improviso. Com destreza, recorre a expressões decassilábicas e metafóricas para pontuar aspectos da política nacional ou das peculiaridades da sua terra natal, exaltando a diversidade brasileira.

É dele a assinatura da trilha sonora do DVD Ética & Ecologia, que discute ética, mudanças climáticas, sociedade e desertificação, do teólogo e ambientalista Leonardo Boff,  lançado na Bahia em 2008.

Sua também é a autoria do Cordel das Águas, publicação que teve mais de cem mil cópias distribuídas nas escolas públicas da Bahia, Pernambuco, Minas Gerais, e em Belém do Pará, por ocasião do Fórum Social Mundial, em janeiro de 2009.

Em agosto de 2011 realizou o I Encontro de Educação, Cultura e Cordel em Juazeiro (BA), quando lançou a primeira coletânea de cordéis produzida por professores da rede municipal de ensino. Este projeto foi então laureado com o Prêmio Mais Cultura de Literatura de Cordel Patativa do Assaré, do Ministério da Cultura do Brasil (dezembro de 2010).

O lançamento da sua obra Ciclos deu-se em novembro de 2011, na Bienal do Livro da Bahia. Composta por um livro e um CD, nesta o poeta apresenta seus versos mais intimistas, discorre opiniões a respeito do cotidiano, mostrando a face de quem acredita no mundo de pessoas melhores. A primeira edição deste livro e CD foram  totalmente custeada pelo próprio Maviael. A segunda saiu pela Fundação Cultural de Pernambuco, após ser contemplada no edital de cultura daquele estado, em 2012.

Atualmente, além dos eventos musicais que participa, Maviael ensina poesia e cordel para crianças e professores, atestando a arte enquanto importante ferramenta de educação.

CD “ENTRE A PONTE DOS SONHOS” – BREVE RESENHA

Da necessidade de registrar o repertório acumulado ao longo dos últimos 8 anos de shows, onde faz leitura de versos, conta causos e interage com a público durante suas apresentações, veio a vontade de lançar este CD.

O título surgiu dos caminhos percorridos em sua adolescência, enquanto acompanhava o pai e irmãos em cantorias, das suas primeiras apresentações à noite, em bares baianos ou pernambucanos, das idas e vindas entre as cidades de Juazeiro e Petrolina, que por vezes frequentava ou para cantar ou trabalhar e estudar, e também pela força que Maviael carrega consigo de sonhar, da vontade de realizar seus objetivos, tal e qual um operário dos versos.

A canção Chegou a Vez foi a que lhe abriu várias portas de trabalho. Além de ganhar vários festivais de música pelo país, foi desta que surgiu o convite para participar do DVD Ética & Ecologia: Desafios do Século 21, do teólogo Leonardo Boff, que aborda questões como ética, mudanças climáticas, sociedade e desertificação, lançado em 2008.

Um dos seus cordeis mais pedidos pelo público nos shows é Campanha Eleitoral, onde, através da sátira, Maviael retrata os costumes políticos brasileiros em épocas de eleições, arrancando gargalhadas e aplausos do público nas apresentações.

Na Palma da Mão é uma das mais cantadas por Maviael e uma das mais gravadas por outros artistas. Em Mané, Maria e Luar, que conta, na gravação original, com o vocal de Carla Visi, pode-se destacar o formato e linguagem usados no diálogo entre os personagens. Cofre é de uma simplicidade tocante, fruto da sua parceria com  o poeta e músico João Sereno. Fatia de Pão, outra parceria deles, diz, por exemplo,  que o tempo é pai do desejo. Quase um compilado de recados para a vida em versos.

A faixa Pergunte a Você, composta por Maviael no momento de reflexão em uma  relação afetiva, lhe fez perceber que relações mudam só de formato, mas as dúvidas são quase sempre as mesmas.

Segundo o artista, Imensidão foi “um presente que recebeu de Alisson Menenezes, um poeta amigo”. Em A Marcha do Dia Seguinte estão as lembranças dos carnavais da infância e da sua juventude enquanto pierrô apaixonado. Plantador de Milho é de autoria de Daudeth Bandeira, os versos exaltam o jeito simplista de ser e viver dos matutos, ironizando um pouco a vida de um juiz, personagem rebuscado desta composição.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo da Página ↑